Tecnologia de cartão de loja digital chega ao mercado brasileiro

Foto: Exame

Quando o assunto é tecnologia e inovação o varejo brasileiro sempre foi carente de soluções e apenas grandes redes e bancos tinham acesso ao que há de mais novo. Mas  algumas startups começam a voltar suas atenções para um mercado gigantesco de mais de R$ 1.69 trilhões em 2017 de acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Parte da demanda dos comerciantes brasileiros está sendo atendida com startups oferecendo soluções cada vez mais inovadoras e acessíveis de adquirência (as famosas maquininhas), possibilitando que um número cada vez maior de empreendedores possam aceitar cartões de crédito e débito para comercializar seus produtos e serviços.

Por outro lado, existe um dado que chama a atenção: um número expressivo de lojistas no Brasil continuam operando o seu crediário. De acordo com uma pesquisa sobre Meios de Pagamento no Varejo e Serviços elaborada pela CNDL e SPC Brasil, mostra que  aproximadamente 60% do lojistas consultados oferecem algum tipo de modalidade de venda a prazo.

De olho nesses números e na escassez de soluções para esse mercado, startups começam a oferecer inovações cada vez mais criativas.  

É o caso da Neopag, uma startup brasileira que está lançando uma plataforma de cartões de digitais para lojas.

“Acreditamos que todo lojista, não importa o tamanho, pode aumentar suas vendas através da gestão eficiente do crédito próprio e ainda fidelizar seus clientes de um jeito inovador com seu próprio cartão digital. Queremos popularizar tecnologias que dificilmente estariam disponíveis para maioria do comércio brasileiro.”, dizem Fabiano e Lucas, fundadores da Neopag.

Esse novo horizonte de uma oferta cada vez mais abundante de tecnologia para o varejo brasileiro, certamente beneficiará não só o comerciantes mas também consumidores cada vez mais antenados em como a tecnologia está quebrando paradigmas de comportamento.

Fonte: Exame | 30 de julho de 2018