Shoppings de Pernambuco devem ter perdas de 20% no faturamento

A Associação de Lojistas de Shopping de Pernambuco (Aloshop-PE) mensura que o desabastecimento já afetou o faturamento do dia dos namorados, 12 de junho, considerada a terceira melhor data do ano para o comércio. Segundo Ricardo Galdino, presidente executivo da Aloshop, o prejuízo no mês de maio pode chegar a uma perda de 20% no faturamento de alguns dos shoppings da cidade. “É uma crise sem precedentes e os lojistas não têm o que fazer. Sendo que além da proximidade com o dia dos namorados e do São João, ainda estamos na última semana do mês, o que seriam os dias de maior faturamento. E o que estamos verificando nos centros de compras é que está ocorrendo o contrário”, afirma.

Ainda de acordo com o gestor, além da perda de 20% no mês, mesmo que o combustível volte aos postos hoje, irá demorar para a normalização do movimento na cidade, uma vez que a população está com receio de sair de casa e de gastar. “Isso irá afetar no faturamento e no crescimento do segmento dentro do ano. Porém, os lojistas deve pensar estratégias para reverter essas perdas”, reforça Ricardo Galdino.

Para Paulo Carneiro, presidente da Associação Pernambucana de Shopping Centers (Apesce), os dados são desanimadores, mas, nesta segunda-feira, os malls pernambucanos já estavam sentindo um aumento no volume de clientes. “A gente teve uma perda de 15% na movimentação dos shoppings centers em todo o estado nesta semana de paralisação. No fim de semana, o impacto foi bem maior. Porém, tivemos um dias das mães com crescimento no faturamento e já estamos sentindo uma movimentação maior nesta segunda-feira”, ressalta. Ele afirma que não haverá horários especiais nos 14 shoppings que a associação representa no estado.

Fonte: Diário de Pernambuco | 28 de maio de 2018