Shoppings abertos no Carnaval aqueceram comércio no Grande Recife

Movimentação nos shoppings durante a folia surpreendeu até os lojistas
Foto: Yacy Ribeiro/JC Imagem

Este ano, em meio à folia, os shoppings do Grande Recife abriram com esquema especial entre o Sábado de Zé Pereira (22) e a Terça-feira (25) de Carnaval. Pela primeira vez as operações não se restringiram apenas às praças de alimentação e equipamentos de lazer, como os cinemas, e as demais lojas também abriram para atendimento ao público. Embora as entidades responsáveis pelo setor ainda não tenham divulgado dados sobre movimentação nesse período, os lojistas se mostraram otimistas e até satisfeitos com o fluxo de consumidores que circularam pelos centros de compras e com as vendas realizadas.

No Carnaval de 2019 apenas o Shopping Patteo, em Olinda, abriu as portas com todas as lojas em operação. O movimento foi seguido, em 2020, pelos demais malls: RioMar, Shopping Tacaruna, Shopping Center Recife, Plaza Shopping, Shopping Guararapes, Camará e Paulista North Way. O Shopping Boavista permaneceu fechado nos dias de Folia de Momo.

No Shopping Center Recife houve um incremento de 26,5% no fluxo de clientes em relação ao mesmo período de 2019, quando apenas as praças de alimentação e cinemas funcionaram. Já no Shopping Guararapes, em Jaboatão dos Guararapes, o aumento no fluxo foi de 22%. O Shopping Patteo informou que está levantando as informações, mas garante que já superou a expectativa de aumentar em 35% do volume de visitantes nos dias de Carnaval em relação ao ano passado. Os demais centros de compra afirmaram que ainda estão fazendo os levantamentos dos dados oficiais.

Lojistas surpreendidos pelo movimento

Para a gerente da loja de brinquedos Ri Happy, no RioMar, Ana Lúcia de Souza, abrir no período de Carnaval foi uma medida acertada, já que o mês de fevereiro costuma ser de movimento fraco. “Não temos como ter um parâmetro, nem estabelecemos metas, mas tivemos uma segunda-feira como se fosse um dia útil normal, mesmo sendo Carnaval”, disse Ana Lúcia. Segundo ela, em outros anos a loja chegou a testar abrir durante a folia, mas não teve um bom resultado. “Tentamos por uns dois anos, junto com o Perini, mas nada se compara ao saldo positivo que tivemos este ano com todas as lojas abertas”, comentou a gerente da Ri Happy.

Quem também celebrou as vendas foi o gerente das Casas Bahia, do RioMar, Amauri Castro, que viu a abertura da loja como positiva. “Acredito que foi uma medida acertada para o comércio. Vivemos de vendas e para vender precisa estar aberto. Trabalhamos com a equipe reduzida, mas tivemos bons dias de vendas, superando as expectativas”, analisou Amauri Castro.

Fonte: Jornal do Commercio | 26 de fevereiro de 2020.