Renner moderniza o cartão de loja com divisão financeira independente

RENNER: ações da varejista gaúcha estão estáveis nos últimos 12 meses | Germano Lüders / (Germano Lüders/EXAME)

A Renner quer modernizar uma de suas divisões mais tradicionais: os cartões de loja. Mais do que fidelizar o cliente, os serviços financeiros buscam conhecê-lo melhor e adaptar as lojas para aumentar as vendas.

As mudanças vêm a partir da Realize, instituição financeira da empresa, que completou dois anos como uma divisão independente em junho. A divisão já é responsável por 20% da geração anual de caixa e trouxe receitas de 97,7 milhões de reais para companhia no primeiro trimestre. Em 2018, o resultado foi de 914 milhões de reais, expansão de 11,2% sobre o ano anterior. 

O cartão Renner, no entanto, já existe desde 1973, criado como um dos primeiros cartões de loja do Brasil. A receita é pequena perto do total da Renner, dona das lojas Renner, Camicado e YouCom. As vendas de mercadorias geraram receita de 1,6 bilhão de reais no primeiro trimestre do ano, aumento de 18% em relação ao ano anterior.

O que muda, principalmente, é a visão da varejista sobre seus produtos financeiros. “A Realize nos dá mais agilidade para reinventar os produtos e ofertar soluções mais aderentes”, afirmou Laurence Gomes, diretor financeiro da empresa a Exame. 

Fonte: Exame | 04 de julho de 2019.