A onipresença do varejo e a profissionalização do setor

O varejo digital é formado por ondas. Primeiro, presenciamos a da replicação das lojas físicas para o ambiente digital. Depois, veio a era dos marketplaces. Agora, vivemos a onda da experiência unificada, pois o mercado percebeu que o consumidor deseja ter acesso às marcas em diversos momentos, plataformas e ambientes, de maneira fluida.

Ler mais

28% dos internautas utilizam sites de ofertas e descontos

Os sites e aplicativos de descontos já fazem parte da rotina de compra dos brasileiros. De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 28% dos consumidores que compraram pela internet no último ano têm o hábito de utilizar sites e aplicativos de descontos. De acordo com o levantamento, entradas para shows, teatro, cinema e casas noturnas (43%) são os itens mais adquiridos. Em seguida, aparecem restaurantes e bares (39%), além dos tratamentos estéticos (26%), delivery (26%) e pacotes de viagens (21%). Em média, o valor das compras realizadas é de R$ 155,14, sendo maior entre os homens (R$ 178,29) e nas classes A e B (R$ 195,64).

Ler mais

Nem a Copa salvou as vendas de eletroeletrônicos

A indústria de eletroeletrônicos deve fechar este ano com crescimento de vendas entre 5% e 8%, menos da metade do esperado, que era um avanço de 15%. A frustração ocorreu num ano de Copa do Mundo, quando normalmente as vendas televisores explodem e impulsionam o faturamento do setor.

Ler mais

Crise potencializada pelas mídias sociais: você está preparado?

Comecei a escrever sobre as tendências do varejo que estavam em alta em 2018 e continuarão em evolução para 2019 como por exemplo o atendimento automatizado, a inteligência artificial (AI) que nos ajuda a tomar decisões, a customização como uma ferramenta poderosa de vendas, os novos tipos de experiências

Ler mais

Varejo cresce em novembro, impulsionado pela Black Friday

De acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), em novembro, as receitas no varejo brasileiro apresentaram crescimento de 4,4% na comparação com o mesmo período de 2017, descontando a inflação que incide sobre os setores do varejo ampliado. Em termos nominais, que refletem o que o varejista de fato observa na receita das suas vendas, o indicador registrou alta de 8,5% na comparação com o ano anterior.

Ler mais

Plataformas de e-commerce apontam crescimento acima dos 40% nas vendas de Natal

De acordo com a CNC (Confederação Nacional do Comércio), as vendas de Natal devem crescer 2,3%, taxa que está abaixo do crescimento do ano passado. Já o comércio eletrônico espera continuar se destacando nas vendas. De acordo com expectativa da Loja Integrada – maior plataforma para criação de sites virtuais com mais de 800 mil lojas virtuais – os pequenos e médios e-commerces devem crescer cerca de 43% em dezembro deste ano por conta do Natal.

Ler mais

Vestuário com ritmo mais lento no Natal

O varejo de vestuário espera crescimento de vendas no Natal deste ano em comparação com 2017, mas em ritmo mais lento que o observado durante a Black Friday. É uma previsão semelhante à do restante do varejo. Essa avaliação preliminar é da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abvtex), que reúne as principais redes de varejo de moda do país, como C&A, Forever 21, Cia. Hering, Marisa, Inbrands, Renner, Restoque, Riachuelo e Zara (Inditex).

Ler mais

Varejo registra segunda queda consecutiva em outubro, diz IBGE

O volume de vendas comércio varejista brasileiro caiu 0,4% na passagem de setembro para outubro, segundo a PMC (Pesquisa Mensal do Comércio) divulgada nesta quinta-feira (13) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Essa é a segunda queda consecutiva do indicador, que já tinha recuado 1,3% de agosto para setembro.

Ler mais