Mastercard aumenta em 40% a cobrança para bares, restaurantes e lanchonetes

Após tomar ciência dessa covarde e abusiva intenção da Mastercard, a Abrasel enviou cartas às autoridades: Paulo Guedes (Ministério da Economia), Roberto Campos Neto (Presidente do Banco Central do Brasil) e Alexandre Barreto (Presidente do CADE), solicitando a intervenção imediata para garantir a proteção do consumidor e dos pequenos negócios.

Parlamentares como o deputado federal Augusto Coutinho De Melo, do Solidariedade-PE, estão com o setor e com a sociedade nessa luta. Ele apresentou um requerimento para uma audiência pública onde esses abusos serão discutidos.

Esses aumentos impostos sem transparência para o lojista e para o cidadão são uma violência contra o empreender no Brasil e provocam indignação, principalmente no momento em que as autoridades prometem e buscam um Brasil Novo, mais simples e justo para se empreender.

Fonte: Abrasel | 26 de agosto de 2019.