Giraffas aposta em restaurante móvel para ampliar expansão

Foto: Divulgação Giraffas

Se por enquanto a alta do dólar tem brecado a internacionalização de algumas redes de franquia, o jeito é ampliar a capilaridade por aqui mesmo. Criar um novo modelo de loja, em formato de contêiner, foi a tática que o Giraffas encontrou para reforçar a interiorização da marca no país.

A estratégia, traçada desde 2015 para manter o crescimento da rede diante da crise, e para ir além do formato tradicional de shoppings, cuja abertura diminuiu desde então, foi desenvolvida para aumentar a expansão aproveitando locais remotos e cidades com menos de 50 mil habitantes.

“É uma forma de manter o ritmo de expansão com um modelo de menor custo (R$ 550 mil), mais barato que uma loja de rua (R$ 700 mil)”, disse Eduardo Guerra, diretor de expansão e implantação do Giraffas, sobre o “Giraffas Container”, lançado na 27ª edição da ABF Franchising Expo, realizada entre 27 e 30 de junho.

Pioneira em lançar o modelo de “restaurante-móvel” em formato de franquias, a rede acredita que o novo conceito, que tem 100 m2, deve ampliar opções não só para franqueados, mas para investidores devido à estrutura modular, que permite mudar de ponto sem se desfazer do negócio.

Além de alavancar locais que os modelos tradicionais de rua e shopping ainda não atingem – como cidades com algum boom econômico específico, como o agronegócio -, o modelo também se adapta às capitais, pelas poucas opções de implantação e os custos altos de locação.

“É um formato de fácil adaptação, que pode ser instalado em postos de gasolina, supermercados e estacionamentos”, completa, lembrando que a mudança de hábitos da população e a procura por praticidade e agilidade na hora das refeições são pontos a favor do formato contêiner.

Para aumentar a comodidade dos clientes, o franqueado também terá opção de incluir um deck na área externa do restaurante, além de escolha de oferecer o cardápio reduzido ou o convencional.

As três primeiras unidades do Giraffas Container já estão em fase de implantação, segundo o diretor de expansão, e a primeira, em Posse (GO), deve ser inaugurada ainda na primeira quinzena de julho. As outras duas, em Cristalina (GO) e Ji-Paraná (RO), têm previsão de abertura em agosto.

Com quase 420 lojas espalhadas pelo país e duas nos Estados Unidos (Flórida e Miami), o Giraffas deve encerrar 2018 com faturamento de R$ 720 milhões, e 30 novas lojas no total.

Até o fim deste ano, a previsão é de inaugurar 5 unidades com o novo formato. “Mas dentro da meta atual, a expectativa é que, das 30 lojas anuais, 10 sejam contêineres”, conclui Guerra.

Fonte: Diário do Comércio | 03 de julho de 2018