Gastos com presentes devem aumentar neste Natal

Foto: Diário do Comércio

Os gastos dos brasileiros com presentes devem aumentar no Natal deste ano.

É o que aponta pesquisa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), segundo a qual 14,6% dos consumidores têm a intenção de usar a segunda parcela do 13º salário para comprar presentes. Eram 11,9% no ano passado.

 

O levantamento, que envolveu moradores de todas as regiões do País, também identificou que 43,9% pretendem usar o benefício para pagar dívidas (ante 42,9% em 2017) e outros 19,5% devem poupar o dinheiro extra (26,2% no levantamento anterior). A segunda parcela será paga a todos os trabalhadores até quinta-feira (20/12).

“Passadas as incertezas político-econômicas, as pessoas agora estão mais confiantes com o futuro do País e, com isso, tendem a guardar menos dinheiro na poupança. Consequentemente, elas acabam indo mais às compras”, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Embora a Black Friday tenha antecipado algumas compras, em especial as de bens duráveis, o Natal continua sendo a data mais importante para o varejo físico.

Também chama atenção na pesquisa a redução no número de indecisos, que caiu de 14,3% para 12,2% entre o ano passado e este, reforçando a ideia de que o consumidor está mais confiante e, portanto, mais propenso a gastar.

O levantamento –conduzido pelo Instituto Ipsos entre os dias 1º e 8 de dezembro – também identificou que 7,3% dos entrevistados têm a intenção de usar a segunda parcela do 13º salário para viajar, percentual similar ao de 2017 (7,1%). Além disso, 2,4% pretendem utilizar o benefício para a reforma ou construção da casa (mesmo percentual do ano passado).

A pesquisa foi feita com 1.200 consumidores de todas as regiões do País e tem margem de erro de três pontos.

Fonte: Diário do Comércio | 19 de dezembro de 2018