Fluxo de pessoas nas lojas deve ser 87% maior na Black Friday

Foto: Mercado & Consumo

A gradual progressão da economia brasileira vem contribuindo para uma pequena recuperação da confiança entre os consumidores e empresários. Sendo assim, é esperado um bom desempenho para esta Black Friday. De acordo com a empresa de coleta e análise de dados do varejo físico Seed Digital, o movimento de consumidores nas lojas físicas deve crescer 87% na data, em comparação com as demais sextas-feiras de 2019.

“Como esperado, a Black Friday deve alavancar o fluxo de pessoas no comércio em relação a uma sexta-feira comum; o horário de pico de variação deve ser às 20 horas, chegando a um aumento de até 180%”, disse Sidnei Raulino, CEO da Seed Digital.

Por outro lado, a empresa acredita que o movimento dos consumidores deve ser 30% menor que o da Black Friday do ano passado. “Essa estimativa acompanha o comportamento de queda de fluxo nas lojas físicas nos últimos meses e pode ser justificada pelo fato de a data comercial ser voltada para o comércio eletrônico e pelo amadurecimento do mercado nacional de efetuar compras online. Esse comportamento, porém, não tira a relevância do mercado físico, que representa mais de 95% do varejo nacional, fazendo com que as grandes companhias invistam na integração entre os canais físico e online, impactando os clientes com promoções em vários ambientes”, disse Raulino.

Fonte: Mercado & Consumo | 04 de novembro de 2019