Está na hora do seu e-commerce ter um servidor dedicado?

Cenas do dia a dia de um e-commerce: a equipe da sua loja preparou uma campanha promocional espetacular para a Black Friday. Produtos imbatíveis, logística e atendimento reforçados… Tudo pronto para superar as expectativas de vendas do ano. Só que logo após a meia-noite os clientes começam a entrar na sua loja, e adivinha o que acontece? O site fica lento ou sai do ar.

Quem já passou por esta experiência sabe o quanto a instabilidade e a lentidão prejudicam diretamente os resultados financeiros da sua loja. Aí você começa um trabalho de auditoria minuciosa: varre seu site atrás de todas as falhas de códigos e plugins, otimiza todos os conteúdos como imagens e vídeos. Mas o problema persiste.

Então você começa a se perguntar: será que está na hora de ter um servidor dedicado?

Uma vez que os servidores são responsáveis por armazenar e processar todos os dados do seu site, eles têm impacto direto na sua performance. No caso do servidor dedicado estamos falando de uma máquina de última geração, cujo objetivo é garantir alta velocidade de processamento para sites e aplicações com grandes volumes de tráfego.

Portanto, se você tem dúvidas se este é o momento adequado para escolher um servidor dedicado para sua loja virtual, vamos te ajudar a descobrir neste artigo.

1) O site fica lento ou enfrenta instabilidades com frequência

A lentidão e a instabilidade são problemas recorrentes no e-commerce. Segundo um estudo da Sofist realizado durante a Black Friday 2018, as lojas virtuais tiveram um prejuízo de pelo menos R$ 3,1 milhões devido a instabilidades. Já a Akamai, estima que um segundo a mais de demora no carregamento de um e-commerce representa até 21,8% menos conversões de vendas.

Alguns especialistas do próprio Google dizem que o tempo ideal de carregamento para um site é de 2 a 3 segundos e usam o tempo de carregamento como um dos critérios em seu algoritmo na hora de exibir seus resultados.

Que um site lento ou fora do ar gera prejuízos financeiros diretos para o seu negócio você já sabe. Mas como um servidor dedicado influencia a performance do seu e-commerce?

Um servidor é um computador responsável por armazenar, processar e carregar os dados do seu e-commerce. Assim, quanto mais recursos e componentes de qualidade estas máquinas oferecem, mais agilidade e eficiência seu site terá para funcionar.

No caso do servidor dedicado, recursos como memória e espaço em disco não são compartilhados com outros sites, por isso, quem hospeda um site nestes ambientes consegue aproveitar ao máximo sua capacidade.

Veja abaixo a relação direta de alguns componentes de um servidor que influenciam a performance de um site:

  • Processadores com vários núcleos: quanto mais núcleos o processador de um servidor usar, mais capacidade ele terá para realizar tarefas simultâneas. Como esses núcleos dividem as tarefas entre si, executam as atividades de forma paralela e diminuem o tempo de espera para serem processadas.
  • Memória RAM: outro componente importantíssimo de um servidor é a memória RAM. Ela é responsável por encontrar e carregar informações e dados de um programa para que o processador consiga exibi-las no seu site. Quanto mais potente for a memória RAM do servidor, maior será sua capacidade de disponibilizar dados de forma rápida.
  • Espaço em disco ou armazenamento: como o próprio nome diz, este é um espaço reservado do servidor destinado a armazenar os arquivos do seu site. Se você é um marketplace ou uma loja com muitos produtos, provavelmente precisa guardar muitas imagens e vídeos no seu site ou dispara muitos e-mails diariamente. Vale a pena verificar a quantidade de arquivos e o espaço que eles consumirão no disco do servidor antes de decidir por um plano de hospedagem dedicado.
  • Transferência: é a quantidade de dados transferidos entre o servidor e os computadores de seus usuários em um período (usualmente 30 dias). As empresas de hospedagem geralmente limitam o tráfego mensal utilizado em cada plano. Mas no caso do servidor dedicado, geralmente não existe limite definido de transferência.

2) Recebe muitos ataques de hackers e malwares

Quando seu tráfego aumenta rapidamente, sua loja virtual também atrai mais tentativas de ataques hackers e está mais exposta às ameaças de malware. Além do phishing que pode atingir diretamente os consumidores de e-commerce e diminuir a confiança deles nas compras online, os ataques de DoS/DDoS e as invasões a servidores são algumas ameaças a que lojistas de e-commerce estão sujeitos.

Segundo dados da CERT.br (Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil), o tipo de incidente que mais cresceu nos últimos anos foi o de ataque DoS. Também conhecido como ataque de negação de serviço, o objetivo deste ataque é derrubar um site e deixá-lo fora do ar. As perdas de receita por DoS podem chegar a US$ 250,000 por hora, segundo uma pesquisa de 2017.

É impossível ficar imune a estes ataques, mas felizmente existem diversas formas de proteger sua loja. Se você não é especialista em tecnologia ou não possui conhecimento avançado em administração de redes, a solução mais prática é contar com a ajuda de uma boa ferramenta que te avise sobre vulnerabilidades ou ameaças no seu site.

Aí vem a outra vantagem de usar um servidor dedicado: a maioria já possui um firewall com níveis avançados de segurança que ajudam seu site a se defender dos ataques de negação de serviço e a se proteger contra malwares.

Além destes serviços, algumas boas práticas das empresas de hospedagem responsáveis pela manutenção destes servidores garantem a segurança avançada e a alta disponibilidade de suas máquinas. Veja algumas delas:

  • Manter geradores de energia com backup;
  • Ter um sistema de climatização com aquecimento, ventilação e ar condicionado eficientes (como o HVAC);
  • Contar com sistemas de eletricidade de primeira linha;
  • Criar redes redundantes ou armazenamento em discos espelhados como o RAID-1.

3) Pouca autonomia para configurar sistemas e gerenciar múltiplos sites

Outro grande obstáculo dos lojistas de e-commerce é a falta de autonomia para instalar ou configurar sistemas no site. Por estarem hospedados em um servidor compartilhado ou em uma plataforma que não permite essas customizações, o site pode acabar ficando limitado.

Os servidores dedicados são ambientes flexíveis que permitem fazer instalações ou configurações, além de terem compatibilidade com diversas interfaces e linguagens de programação. Se sua operação online conta com equipe própria de programação e desenvolvimento, ela terá autonomia total para trabalhar graças ao acesso root.

Assim será possível instalar ferramentas que monitoram o desempenho da sua loja, fazer configurações específicas no banco de dados MySQL, usar as versões mais atualizadas das linguagens de programação e ter acesso a logs que você não tinha antes.

Outra vantagem é ganhar a licença de um painel administrativo para gerenciar múltiplos sites. Se você tem um marketplace ou um e-commerce de franquias, por exemplo, pode usar o painel WHM para personalizar os recursos de suas lojas ou representantes de forma separada (por domínio e subdomínio, por exemplo). Veja outros benefícios:

  • Mais segurança: se um dos seus sites for pirateado ou atacado, o hacker tem menos chances de acessar os demais sites, pois você pode separá-los em contas independentes de cPanel (um dos painéis de controle mais intuitivos e usados do mundo para gerenciar hospedagem de sites);
  • Você consegue controlar e ajustar recursos como largura de banda e espaço em disco dos seus sites, de acordo com seu crescimento e necessidade;
  • Criar, excluir ou suspender contas de cPanel, gerenciar senhas, alterar zonas de DNS de seus domínios e configurar pedidos de suporte de seus clientes no cPanel;
  • Autonomia total para personalizar os painéis de cada site e alterar nomes de seus clientes e usuários.

4) Não consegue aproveitar 100% sua estratégia de e-mail por conta das limitações de IP compartilhado

O IP (Internet Protocol) é uma sequência única de números que identifica computadores e dispositivos na internet. Através do IP é possível endereçar e encaminhar dados como mensagens de e-mail para o destino correto.

O principal problema de usar um IP compartilhado para fazer seus disparos é o mesmo que você teria em uma hospedagem compartilhada: qualquer prática errada adotada por outra loja afeta também a sua e isso inclui sua estratégia de e-mail.

Se a sua loja possui um volume superior a 100 mil disparos mensais e uma frequência bem definida de envios, um IP dedicado pode ser uma ótima opção. Veja algumas vantagens de contar com um IP dedicado na estratégia de e-mails da sua loja virtual:

  • Ter controle total sobre a sua reputação: você não dependerá de outros usuários atenderem às boas práticas de envio de e-mail. Neste caso sua taxa de entrega, reputação e entregabilidade ficará inteiramente sob sua responsabilidade;
  • Separar IP’s de acordo com a estratégia: usando um IP para cada ação (um para campanha promocional e outro para e-mails transacionais, por exemplo) você evita que uma falha gere impactos em todas as suas ações;
  • Vantagem contra ataques hackers: durante um ataque hacker o IP dedicado tem menos chances de sofrer danos se comparado a um IP compartilhado. Neste caso, sua loja só corre risco se o ataque for direcionado especificamente ao seu domínio;
  • Vantagem no buscadores: um IP dedicado garante respostas mais ágeis durante picos de tráfego. Assim ele contribui com a performance do site e por consequência também para seu posicionamento no Google.

Lembre-se de que, por ser um IP dedicado, a responsabilidade pela manutenção dele é exclusivamente sua. Por isso é importante prestar atenção para manter a frequência de envio, monitorar para não cair em blacklists e fazer o warm-up (aquecimento) do IP se ele for novo.

Se os acessos ao seu site estão crescendo rapidamente é importante verificar com a sua plataforma ou provedor de hospedagem em qual tipo de servidor sua loja está hospedada.

Com estas dicas em mente, vale consultar o painel de controle da sua hospedagem ou da sua plataforma de e-commerce para verificar a quantidade de cada recurso que seu e-commerce está consumindo no servidor.

Pegue estes números e compare com os planos de hospedagem em um servidor dedicado e verifique se eles atendem à sua necessidade.

Se está na hora de mudar para um servidor dedicado, verifique com sua empresa de hospedagem a possibilidade de fazer uma migração. Se você criou sua loja usando uma plataforma própria, precisa verificar com este parceiro qual a melhor forma de fazer este processo de migração.

Fonte: E-Commerce Brasil | 04 de julho de 2019.