Entidades se manifestam em apoio à abertura de bares e restaurantes

Uma carta assinada por cerca de 30 representantes de setores econômicos do estado foi entregue ao Governo de Pernambuco e à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do estado e questiona a manutenção do fechamento de bares e restaurantes na capital. Segundo o documento, a baixa nos índices oficiais de contágio pelo novo coronavírus deveria possibilidade a retomada gradativa das atividades.

“Importante lembrar que já estamos há um mês com várias atividades de volta às suas operações e não se verifica o avanço da doença. O uso obrigatório da máscara e a implantação de protocolos de higiene pelos setores produtivos mostram que este é o melhor caminho para a convivência com o novo coronavírus.”, diz a carta. Esta semana, a Abrasel-PE criticou a decisão do governo de adiar a inclusão de bares e restaurantes no processo de reabertura.

Por nota, o governo de Pernambuco informou que “o pleito do Movimento Pró-Pernambuco ainda não foi recebido e, por isso, não pode ser respondido oficialmente”.

Leia  a carta na íntegra:

Ao Exmo. Sr. Paulo Câmara, Governador do Estado de Pernambuco
Ao Exmo. Sr. Bruno Schwambach, Secretário de Desenvolvimento
Econômico de Pernambuco
REF: Retomada das atividades do Setor de Alimentação Fora do Lar em
Pernambuco.
Excelentíssimos senhores,
Há 112 dias fechados, os bares e restaurantes estão pedindo socorro. Diante disto, o Movimento Pró-Pernambuco, mais uma vez, vem a público externar seu apoio a este setor tão duramente impactado pelas medidas de restrições impostas pelo plano de convivência com a covid-19. E se solidariza com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PE) em seu pleito pela retomada urgente das atividades.

A Região Metropolitana do Recife tem apresentando, há seis semanas, redução nos índices de contaminação e mortes decorrentes da pandemia, conforme anunciou o governo do estado nesta semana. A cidade do Recife

registrou queda de novos casos da doença em relação ao estado, tendo atingido 21% em junho, contra 54% em abril, conforme informações do próprio prefeito Geraldo Júlio. No Recife, a Covid-19 decresce há 45 dias e,
hoje, 65% dos pacientes internados são do interior.

Diante destes dados, as entidades que representam o MPP não entendem por que razão o estado não avança no sentido de compatibilizar o controle da doença com a retomada das atividades econômicas. Importante lembrar que já estamos há um mês com várias atividades de volta às suas operações e não se verifica o avanço da doença. O uso obrigatório da máscara e a implantação de protocolos de higiene pelos setores produtivos mostram que este é o melhor caminho para a convivência com o novo coronavírus.

Pedimos, portanto, mais uma vez, que o governador Paulo Câmara reveja o plano de convivência com a convid-19, de modo a não prolongar os inúmeros problemas do setor e considere a data de 10 de julho para reabertura de bares e restaurantes.

Certos da vossa compreensão,
Movimento Pró-Pernambuco e suas entidades subscritas abaixo:
ABEOC-PE – Associação Brasileira de Empresas de Eventos – Estadual Pernambuco
ABIH-PE -Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Pernambuco
ABRASEL-PE – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Seccional Pernambuco
ACIC – Associação Comercial e Empresarial de Caruaru 
ACP – Associação Comercial de Pernambuco
ADEMI-PE – Associação das Empresa do Mercado Imobiliário de Pernambuco
ALOSHOP – Associação de Lojistas de Shoppings de Pernambuco
AMCHAM Recife – Câmara Americana de Comércio do Recife
APES – Associação Pernambucana de Supermercados
APESCE – Associação Pernambucana de Shopping Centers
ASPA – Associação Pernambucana de Atacadistas e Distribuidores
ASPEC – Associação Pernambucana dos Controladores de Pragas
CDL RECIFE – Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife
FACEP – Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Pernambuco
FCDL – Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Pernambuco
FECOMÉRCIO-PE – Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco
FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores
FIEPE – Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco
FÓRUM ENERGIA
IPERID – Instituto de Pesquisas Estratégicas em Relações Internacionais e Diplomacia
LIDE-PE – Grupo de Líderes Empresariais de Pernambuco
OAB-PE – Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pernambuco
SEAC-PE – Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado de Pernambuco
SINAPRO-PE – Sindicato das Agências de Propaganda de Pernambuco
SINCODIV-PE – Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Estado de Pernambuco
SINDAÇUCAR-PE – Sindicato da Indústria de Açucar e do Álcool no Estado de Pernambuco
SINDESP-PE – Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Pernambuco
SINDHOSPE – Sindicato dos Hospitais, Clínicas Casas de Saúde e Laboratórios de Pesquisa e Análises Clínicas do Estado de Pernambuco
SINDICOMBUSTÍVEIS – Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco
SINDILOJAS RECIFE – Sindicato dos Lojistas do Comercio de Bens e Serviços do Recife
SINDUSCON/PE – Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco
URBANA-PE – Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado de Pernambuco
Fonte: Diario de Pernambuco | 02 de julho de 2020.