Consumidores devem ter cuidado na hora de comprar na Black Friday

Foto: Diário de Pernambuco

Se a Black Friday é uma boa oportunidade para comprar o que precisa ou deseja com descontos, ainda assim os consumidores devem ter cuidado na hora de gastar o dinheiro. É preciso ter atenção se os preços realmente são atrativos, se os produtos estão em conformidade com o que está comprando e se os estabelecimentos comerciais são confiáveis. Tudo isso vale para as compras em lojas físicas e também para o ecommerce.

O ideal é que, antes de comprar algum produto na Black Friday, o cliente deve fazer uma pesquisa de preço para que tenha poder de comparação. “Desta forma, o consumidor vai evitar fraudes e descontos irreais de alguns estabelecimentos porque, às vezes, eles aumentam o valor antes e cobram o mesmo valor no dia da promoção como se fosse menor. Então o cliente deve ter real noção para poder comparar”, explica Mariana Pontual, secretária executiva de Direito do Consumidor do Procon Pernambuco.

Para as compras online, o primeiro passo é pesquisar antes a reputação das lojas. “Essas pesquisas estão mais fáceis por conta dos sites de reclamações e é importante dar prioridade para estabelecimentos confiáveis, que não tenham queixas sérias”, afirma Mariana Pontual. Outro ponto a ter atenção é se a loja cumpre as regras da lei do ecommerce. “Precisa ter o endereço, CNPJ, razão social, telefone e telefone para 0800. Isso precisa ser verificado pelo consumidor porque traz mais segurança”, acrescenta. Outra dica é não acessar links e entrar diretamente nos endereços das lojas. “E observar se ela tem certificado de segurança. Quando digita o endereço da loja, tem que aparecer https, que significa que é um site seguro, ou ver um cadeado na lateral”, diz a secretária executiva.

Mariana Pontual ainda reforça que os consumidores têm direito ao arrependimento, pelo Código de Defesa do Consumidor, com as compras online. “O prazo é de sete dias para devolver o produto, independentemente se estiver com defeito ou não ou se está em promoção”, ressalta. Por último, ela aconselha desconfiar de produtos que estejam com o valor muito abaixo do preço de mercado.

Dicas para compras online:

– Evite clicar em links e ofertas recebidas por e-mail ou redes sociais, de preferência digite o endereço do site;
– Use o computador com programa de antivírus, rede de conexões seguras e acesse sites confiáveis em ambientes protegidos;
– Fique vigilante em relação ao sistema de segurança oferecido pela loja virtual;
– Evite compras que só aceitam pagamentos em boleto bancário. É preciso desconfiar de quem apenas vende por essa modalidade nas compras à distância;
– O consumidor que adquire produtos em loja online, por telefone ou catálogo tem o chamado direito de arrependimento.
Fonte: Procon Recife

Fonte: Diário de Pernambuco | 28 de novembro de 2019