Consumidor deve destinar fatia maior do 13º para este Natal

Foto: Pixabay

O consumidor brasileiro está mais propenso a pagar dívidas e fazer compras a prazo com a primeira parcela do 13º salário. Os dados foram levantados pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e apontam que uma das razões é que caiu a parcela de entrevistados que pouparão o benefício: foram 22,9% no ano passado e 19,6% na pesquisa de 2018.

O consumidor brasileiro está mais propenso a pagar dívidas e fazer compras a prazo com a primeira parcela do 13º salário. Os dados foram levantados pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e apontam que uma das razões é que caiu a parcela de entrevistados que pouparão o benefício: foram 22,9% no ano passado e 19,6% na pesquisa de 2018.

Segundo ele, 43,5% usarão a primeira parcela do 13º para pagar dívidas (contra 42,9% no ano passado e 42,5% no ano retrasado). “É um percentual grande de pessoas que irão quitar ou renegociar dívida, que ficarão liberadas para fazer novas compras a prazo, o que é uma boa notícia para as lojas”, avalia Burti, que também é presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Fonte: DCI | 26 de novembro de 2018