Confira as regras que clientes e estabelecimentos devem seguir para reabertura de bares e restaurantes no dia 20 de julho

O setor está com funcionamento presencial suspenso desde o dia 21 de março. – FOTO: JAILTON JR./ JC IMAGEM

O governo de Pernambuco divulgou, no fim da tarde desta quinta-feira (9), que a partir do dia 20 de julho bares e restaurantes poderão reabrir as portas desde que sigam as medidas sanitárias previstas e recebendo apenas 50% da capacidade máxima dos ambientes. As regras são válidas para restaurantes em shoppings e praças de alimentação. O setor está com funcionamento presencial suspenso desde o dia 21 de março, como medida do Estado para conter o avanço do novo coronavírus.

Jornal do Commercio teve acesso ao protocolo que será divulgado nesta próxima sexta-feira (10) com as orientações que os estabelecimentos precisarão seguir para efetuar a reabertura. Confira:

Distanciamento social

– Proibida a realização de shows. Música ambiente respeitando limitação de 35db;
– Se possível, ampliar número de acessos, com entradas e saídas separadas;
– Distanciamento mínimo de 1,5m entre clientes em mesas diferentes, locais de espera e caixa. Mesas até 10 pessoas;
– Mesas em espaços públicos com autorização do público municipal;
– Avaliar a redução dos trabalhadores na entrega, turnos diferenciados ou zonas separadas de trabalho;
– Evitar reuniões presencias, aglomerações nos intervalos, capacidade máxima em áreas comuns, distribuir e coordenar intervalos entre diferentes setores;
– Reduzir e controlar rigorosamente o acesso de pessoas externas às áreas de produção e manipulação de alimentos, incluindo fornecedores;
– Guichês de atendimento de coleta com anteparos de vidro ou acrílico para proteção;
– Mercadorias para coleta e entrega devem estar em local com controle exclusivo do estabelecimento;

Higiene

– Todos os funcionários de máscaras;
– Clientes sem máscaras só quando estiverem nas mesas ou se alimentando;
– Reforço da limpeza e desinfecção das superfícies mais tocadas e banheiros a cada duas horas;
– Álcool 70% em todos os pontos de entrada e de atendimento;
– Na cozinha, reservar espaço para a higienização dos alimentos de acordo com o Programa Alimento Seguro ou outro protocolo similar;
– Cardápios em material que possibilite a higienização a cada atendimento;
– Priorizar sachês individuais para temperos como sal e pimenta, além de palitos de dente e adoçantes;
– Em caso de existência de bufê, alimentos cobertos por protetores salivares com fechamento frontal e lateral. Em self-service, devem ser entregues luvas de plástico descartáveis no começo da fila, antes do toque nas bandejas e/ou pratos. Talheres em embalagens individuais;
– Limpar e higienizar mesas, cadeiras, superfícies de comer (bandejas) após o uso de cada cliente. Desinfetar com produtos a base de cloro, álcool, fenóis, quaternário de amônia, álcool a 70% líquido ou gel.

Fonte: Jornal do Commercio | 09 de julho de 2020.