A primavera chegou: veja 6 dicas para turbinar as vendas na estação

Foto: Pixabay

Sol, calor, flores, vendas e retomada econômica. Essas são as promessas que a primavera, que se inicia nesta quarta-feira (22/9), traz para os pequenos e médios negócios brasileiros. A estação que abre os trabalhos das temperaturas mais altas vem acompanhada de alguns feriados importantes para o calendário do varejo, além de preparar o terreno para o Natal.

Depois de um longo inverno nas finanças, as sucessivas melhoras nas vendas têm dado aos comerciantes motivos para esperar um final de ano melhor do que o de 2020. No entanto, ainda será necessário levar em conta duas questões importantes: os novos hábitos de compra e o cenário econômico, fortemente impactado pela inflação e pelo desemprego — além, claro, da pandemia, que ainda não acabou.

Essa combinação tem gerado um aumento de fluxo em portais de desconto, como o Cuponomia, que reúne cupons e cashback no e-commerce. A pedido de PEGN, a empresa revelou alguns itens que já tiveram aumento nas buscas no dia que antecedeu a nova estação. Ventiladores dominaram a lista, com 240% de alta, e aparelhos de ar-condicionado também cresceram nas buscas, com aumento de 130%.

“Neste ano, a chegada das altas temperaturas coincide com o momento de crise que o país ainda vive, a alta da inflação e dos preços, o que acaba gerando um movimento maior de consumidores buscando oportunidades de descontos e melhores preços nas compras online”, afirma Ivan Zeredo, diretor de marketing do Cuponomia. Ele ainda comenta que a procura por blusas e casacos já despencou 85%, em relação ao auge do inverno. “Acreditamos que a busca por itens relacionados ao calor só tende a aumentar daqui pra frente.”

O especialista Adriano Bardella Monteiro, consultor do Sebrae-SP, explica que o varejo pode aproveitar a demanda aumentada para adequar o mix de produtos, ajustar canais e, até mesmo, retomar o contato com consumidores inativos.

Confira algumas dicas para preparar o seu negócio para a nova estação:

1. Adeque seu mix de produtos ou serviços
A primavera dá início à temporada de meses mais quentes do ano no Brasil. Logo, é necessário checar se a prateleira está de acordo com a demanda. E isso varia conforme o segmento de atuação. Se for um restaurante, por exemplo, será necessário investir em opções de bebidas refrescantes e pratos frescos, que podem ser oferecidos até mesmo como complemento do pedido principal.

“No varejo, é comum ofertar quatro produtos para vender um. Se o empreendedor não tiver itens para oferecer, pode perder a venda. Ainda mais se forem produtos de saída imediata, no caso de vendas digitais. Recomendo ver em seu mix o que tem mais saída e se preparar para ter o item à disposição do cliente no momento certo”, explica o especialista.

Machado recomenda que o empreendedor retome contato com alguns consumidores que costumavam comprar em anos anteriores — com a diminuição do home office, as necessidades de compra podem se parecer mais com 2019 do que com 2020, o que é uma oportunidade para setores como o de vestuário.