5 dicas eficazes para vencer obstáculos no e-commerce em 2020

Bom, 2019 já acabou e, provavelmente, você já deve ter feito o planejamento de 2020. Caso ainda não tenha feito, por favor, não espere mais. Tire um dia para ao menos pensar e criar uma lista simples sobre os próximos passos e ações focadas no seu negócio. Claro que isso não tira a responsabilidade de elaborar um planejamento de verdade, mas com o checklist você ficará menos perdido.

As minhas metas foram definidas ainda em novembro de 2019, mas todos nós sabemos que nem sempre nossos objetivos se realizam. Pensando nisso, separei algumas dicas de como você pode vencer os obstáculos de 2020.

1 – Saiba o que você quer

Quando começamos um novo ano, estamos cheios de metas, sonhos, ideias, enfim. Mas esses objetivos, na verdade, nem sempre são o que nós queremos ou nem estão ao nosso alcance por inúmeros motivos.

Às vezes, no meio do caminho, aquela meta deixa de ser interessante pra você ou para o seu negócio. Por isso, reflita sobre o que é importante para o seu empreendimento, desenvolva seu olhar crítico a respeito do seu negócio. Use o primeiro mês do ano para avaliar como você estava em 2019 e onde você quer chegar.

2 – Analise toda a situação

Sempre se mantenha informada do que acontece no Brasil e no mundo. Leia acontecimentos, não foque só no que tem relação com o seu negócio. Quando você tem informações, a capacidade de adaptar o seu empreendimento ao que possa acontecer aumenta.

Tanto imprevistos quanto tendências, se você souber antes, pode ser a diferença entre um resultado positivo ou negativo do seu negócio. Por isso, seja você dono de um e-commerce ou de uma loja física, não limite seu nível de conhecimento. Entenda do seu setor, do seu negócio e do mercado. Tenha uma visão 360. Dessa forma, você conseguirá antecipar alguns acontecimentos.

Por exemplo, em 2019, o governo criou a Semana do Brasil. Se eu não me informasse, não saberia sobre a data e perderia a chance de fazer meu e-commerce vender mais.

De acordo com a mensuração do Ebit/Nielsen, as vendas online cresceram 41% durante a primeira Semana do Brasil que aconteceu em setembro de 2019. Está vendo? Informação e conhecimento é o segredo de qualquer negócio. O meu e-commerce participa dos 41% que cresceram, e o seu?

Várias empresas como Magazine Luiza também aderiram a data, mas, ainda sim, até hoje se você perguntar para algumas pessoas do seu ciclo (seja social ou profissional), muitas nunca nem ouviram falar na data. Vale ressaltar que a Semana do Brasil foi uma data que movimentou o varejo justo em um momento de estagnação e, em um mês geralmente “parado” para o varejo.

3 – Seja única

Faça diferente no seu negócio. Descubra o que faz com que os seus clientes escolham você ao invés dos seus concorrentes. Sabendo disso, destaque esse ponto no próximo ano. E sempre inove.

Indiferente do setor, seu negócio precisa estar em constante mudança e melhoria. Agora, se você acha que não tem nada para melhorar… repense com calma, pois sempre temos o que melhorar em nosso negócio Seja uma estratégia, a descrição de um produto no site, o script do atendimento, qualquer coisa, tenho certeza que se você olhar com calma, vai identificar pontos de melhoria.

Para quem tem um e-commerce os pontos de melhoria podem ficar “escondidos”, por exemplo, se a pessoa passa na frente da loja e olha a vitrine, mas não entra, provavelmente, você, gerente dessa loja, vai pensar em mudar as peças que estão expostas, vai colocar uma vendedora na porta, pode até entregar panfleto. Legal, mas e quem tem e-commerce?

Pois é, quem tem e-commerce não sabe ao certo por qual motivo a pessoa “entrou” na sua loja. Às vezes, ela só clicou no link errado ou colocou produtos no carrinho e desistiu, enfim, são muitas variáveis. A função da gestão de e-commerce é investigar, 100% do dia é baseado nisso, e entender por qual motivo a pessoa colocou o acessório no carrinho e desistiu. Foi o preço, o frete, um concorrente? Enfim, é preciso investigar.

4 – Invista em pessoas, especialmente na divulgação do seu negócio

O seu negócio é feito para o seu cliente. Pense sempre nisso. Veja novas formas para você divulgar o seu empreendimento. Lembre-se: cada empresa é um caso à parte, ou seja, pode ser que para sua marca estar presente em todas as redes sociais seja fundamental, mas também existem marcas que focam em duas, no máximo três, redes sociais.

Se você estiver começando seu negócio se lembre de investir em redes sociais — para e-commerce isso é lei. Você pode começar com um calendário de post, depois contrata um designer, banco de imagens. Daqui a pouco, quando sua marca crescer e sua conta social também, você pode investir verba em mídia.

As redes sociais são mais vantajosas, pois você não precisa gastar muito e ainda atinge muito mais pessoas. Invista também na sua relação com quem consome o seu produto. Crie uma boa relação com o seu cliente. Ele vai se apegar ao seu negócio e ter uma imagem boa da sua marca. Você sempre precisa ter em mente: preciso converter o cliente em defensor da minha marca.

5 – Resiliência

Se você não sabe o que significa resiliência, saiba que essa palavra pode te ajudar e muito. Seja flexível e ágil, tanto nas suas metas quanto no seu negócio. Você precisa, e deve, encontrar novas formas de solucionar problemas ou ter melhorias.

Por exemplo, você recebeu uma mega reclamação e o cliente está insatisfeito ao extremo. Como resolver isso e fazer com que ele não se sinta lesado pela sua marca? Você pode fazer mais do que apenas responder um post ou ligar para a pessoa? Então, nesse momento entra a resiliência, flexibilidade, agilidade e empatia.

Toda empresa tem seus problemas, mas uma coisa é você saber e ignorar, outra é você buscar melhorias. Nem todos os dias são flores. É preciso sobreviver a tempestade.

Fonte: E-commerce Brasil | 04 de fevereiro de 2020.